sábado, 27 de setembro de 2008

Alô Guaiú, Alô Canto da Reg!

Foi com interesse que li a matéria que você enviou do “Vasos Sagrados” (blog da UOL) e compartilho aqui algumas impressões (amadoras, sempre):
Sobre “Linha de Passe”: também achei as personagens esquemáticas, reducionistas. Faltou complexidade, detalhamento, àqueles seres fictícios.

No entanto, o filme me pegou, justamente pela emoção (também pela qualidade técnica): não sei explicar. Fiquei presa à tela, continuamente, e gostei mais desse Salles do que daquele de “Central do Brasil”. A sensação quando saí do cinema (Espaço Unibanco, por ironia) é de que continuava no filme: quase fui atropelada por um moto-boy, esses moços que passam voando, buzinando e que – para mim, também – não têm rostos, e não apenas por causa dos capacetes...

Sobre o parágrafo (abaixo): – eu poderia ter escrito estas linhas! Bergmaniano, sem dúvida: um bisturi adentrando relações familiares. A fotografia é de arte plástica, imagens deslumbrantes.
Muitos planos longos – o do cowboy alemão-mexicano girando com seu carro ao redor da câmera como se fosse um cavalo num rodeio – com a música perfeita: puro deleite.
--------------------
(parágrafo do Vasos Sagrados)
“Fui ver “Luz Silenciosa”, um filme quase bergmaniano, quase um documentário e não consegui desgrudar os olhos da tela e fui caminhando tão passo-a-passo com as cenas, que, no último momento, foi fácil e enlevante passar para a magia que é oferecida como culminância.”
--------------
Já tinha visto o filme (olha a beleza do título!), alguns meses atrás, aqui em São Paulo, Cine Sesc. Desta vez achei e comprei o DVD. “Linha de Passe”, ainda não tem para vender.

2 comentários:

Maria Inez disse...

Regina, minha irmã, me apresentou a seu blog e eu, vi, com alegria, que temos várias coisas em comum, inclusive uma filha chamada Camila.
Entendo o que você sentiu ao sair de "Linha de Passe", mas acho que esse sentimento, de ïdentificação com as imagens, é parte do pacote "elefante" de que falo.
Gostei muito de seus textos. Passarei por eles mais vezes.
Muito grata
Maria Inez do Espirito Santo
www.vasosagrados.zip.net

olimpia disse...

Maria Inez:

Além do cinema, da literatura, das filhas chamadas Camila, ainda temos um bem querer comum.
Mora lá no cantodareg.
Inshalá!