sexta-feira, 4 de junho de 2010

my favorite place in town

Quanto mais vejo esta casa, mais me dou conta que é meu museu predileto. Era a casa do magnata americano Henry Clay Frick, uma mansão em plena 5ª Avenida, com vista para o Central Park. A galeria de arte que existe lá é bem pequena, se comparada ao vizinho Metropolitan Museum. Mas a qualidade, a variedade e a relevância da Frick Collection são impressionantes. E é muito gostoso andar lá dentro, pesquisar os livros de arte que os Fricks tinham -- que biblioteca! Bem, só olhei as lombadas, acho que não pode folhear... De cara, vi as obras completas de Thoreaux e de Walt Whitman. Além de milionário, o homem era requintado e culto. Ele construiu a casa, inspirada em palacetes europeus, para abrigar sua vasta coleção de arte. O ambiente é acolhedor, pode-se dizer aconchegante: vi uma velhinha cochilando num sofá
a escadaria que leva aos aposentos íntimos no segundo andar (fechado para o público)
a sala de jantar em noite de gala
Algumas das obras mais célebres de Vermeer estão lá -neste quadro da senhora com a criada, a iluminação converge para a carta que a jovem recebe da serviçal - foi a última aquisição dos Fricks, em 1919
Os quadros de William Turner -- o esplendor da luz. A reprodução é uma caricatura...quando adentramos na galeria de arte o olhar fica preso nos quadros deste pintor inglês, um precussor do impressionismo.

2 comentários:

Blog da Regbit disse...

Como é bom está em NY, podemos andar pelo Centro Park, ouvir Jazz no Village, visitar os museus, me dá vontade de voltar de novo.Vejo que você está vivenciando a cada segundo colocando os internautas ligado e saborearmos através da imagem que você vem colocando muito bem.E tantas outras opções que depara na nossa frente .....

olimpia disse...

Oi Regina,
É intenso, não é?
O único problema é que no fim do dia meus pés estão me matando... como se anda nesta cidade, hem?
bjs