sexta-feira, 29 de abril de 2011

a vida aqui na praia

Esta é a rua principal (e a mais longa) do nosso povoado; ela se estende pelo lado fluvial, bem próxima à foz do rio. Se estivesse na Itália se chamaria LungoJoãodeTiba; aqui no entanto foi batizada de Avenida Beira-Rio.  A árvore grande no fundo é o cajueiro que funciona como mini-praça.  A moçada gosta de ficar escorada na amureta próxima, já foi palco de festivais culturais, de músicos, de circences... Foi aqui que o Cine Cajueiro funcionou durante um ano e meio... os fiéis da igreja evangélica se  agrupam por lá, rodeando a árvore, serve de escora para as bicicletas das crianças e para os frequentadores dos bares (agora estamos na lei seca, tá tudo fechado...).  Rua deserta, um vento friozinho batendo, um silêncio enorme e conforto na alma.
Enquanto isso, na rua seguinte, nem tudo era quietude... Foi noite de festa! Comemoramos o aniversário do Amadeo, no Cabana Nativa, numa festa aconchegante, muito gostoso...
... o clima de festa já estava rolando na pizzaria da Joyce... Na mesa estão o Cláudio, o Rogério, a Maninha, Paulo, Muriel, Andréia e Paula (em pé)
Vieram uns músicos de Belmonte para tocar na festa do Amadeo
e olhem só a cara do Ian, todo pimpão, ao lado da mãe dele, a Janaína...rsrsrs
Joílson de cabelo novo (isto é, nenhum, sobrou apenas uma trancinha), Jimena entre as folhas e o Renilson tomando uma cervejinha...
Foto histórica, bem na esquina onde o povo gosta de sentar no banco improvisado (um tronco de madeira que alguém arrastou da mata até embaixo). Pablo, Queso, Manoel, o aniversariante, Muriel e Lucas... Nós viemos para casa pouco depois da meia-noite, o povo continuou festejando...

2 comentários:

Greicy Xavier disse...

Perdi essa festinha, ahhh...

olimpia disse...

Mas na próxima você vai estar lá, conterrânea... bjks!