domingo, 25 de outubro de 2009

Hoje é dia de prosa


"De nós dois, você sempre foi o mais culto, o mais diligente, o mais virtuoso, o mais dotado em todos os campos, pois também possuía um talento que mantinha secreto, o da música. Mas no fundo da alma ocultava um impulso espasmódico: o desejo de ser diferente do que era. É o tormento mais cruel que o destino pode reservar ao homem. Ser diferente do que somos, de tudo o que somos, é o desejo mais nefasto que pode queimar num coração humano. Pois a única maneira de suportar a vida é se conformar em ser o que somos aos nossos olhos e aos olhos do mundo. (...) Devemos nos suportar tais como somos, este é o único segredo. Suportar nosso caráter, nossa natureza profunda, com todos os seus defeitos, seu egoísmo e sua cupidez, que não serão corrigidos nem com a experiência e nem com boa vontade. Devemos aceitar que nossos sentimentos não são correspondidos, que as pessoas que amamos não retribuem nosso amor, ou pelo menos não como gostaríamos. Devemos suportar a traição e a infidelidade, e sobretudo a coisa que nos parece mais intolerável: a superioridade intelectual ou moral do outro. Eis algo que aprendi no correr de setenta e cinco anos, aqui, no meio dos bosques. Você, ao contrário, não conseguiu suportar essas coisas', conclui o general em voz baixa mas firme. Depois se cala, e seu olhar se perde no escuro."
(As Brasas, Sándor Márai)

Um comentário:

kathia disse...

CARA AMIGA OLIMPIA!!

SAUDADES DE VCS...E DESSA PRAIA!!

ADOREI O TEXTO....ACOLHO O SENTIMENTO....AFINAL .. NOS VEMOS AO VER O OUTRO.
O OUTRO ...ESSE ENTE FORMADO PELOS SERES COLETIVOS QUE NOS RODEIAM SÃO NOSSOS VERDADEIROS ESPELHOS.
E A PARTIR DO QUE VIMOS,OBSERVAMOS NOSSOS LIMITES..TEMOS CLAREZA DE NÓS.
LIDAR COM O CONFLITO ENTRE O SER QUE DESEJAMOS HABITAR E AS REAIS POSSIBILIDADES DO QUE CONSTRUIMOS - É NOSSO GRANDE DEVANEIO!!!

BEIJUS
KATHIA DINIZ (SÃO BERNARDO )